quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

"Geleia" de morangos

Sabe aqueles momentos que vc tá querendo um docinho mais "inocente" e ainda assim gostoso ? Foi então que improvisei essa geleia, dá pra comer com um iogurte natural (caseiro) , com  torradas ou até mesmo pura.



Coloquei meio quilo de morangos congelados em uma panela com 1/3 xícara de água e deixei cozinhar até os morangos ficarem amolecidos, acrescentei o caldo de um limão e deixei ferver com o fogo baixo por mais alguns minutos.

Dissolvi em 1/4 de xícara de água uma colher de amido de milho, duas colheres de adoçante tal e qual e uma colher de açúcar demerara.

Coloquei essa mistura nos morangos, mexi até incorporar bem e FIM.


Ficou delícia!!!!!!!!

bjs
Edi

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Cabeceira - faça vc mesma

Filhota mais uma vez resolveu renovar o quarto dela e uma das mudanças foi descartar um baú que marido tinha feito pra ela que funcionava como cabeceira além de guardar coisitas.



Esqueci de fotografar o baú...kkk...mas foi usando um dos lados dele que fiz a cabeceira nova, foi perfeito uma vez que já tinha a medida da cama, mas caso vc não de essa sorte...kkk...vai precisar cortar uma madeira no tamanho da cama.

Para deixar fofinho usei um edredom extra que tinha aqui (se não tiver edredom sobrando...kkk...indico comprar espuma de uns 2 cm de altura que vende por metro) ,  uma camada de manta acrílica  e finalizei com um veludo brilhante escolhido pela filhota...kkk...gosto não se discute e o freguês tem sempre razão..kkk...."lindo".

Usei meu querido grampeador de tapeceiro para fixar tudo, marquei os lugares onde iria colocar os botões e bati um preguinho no local usando uma borrachinha como reforço para o prego não furar o tecido. (achei mais prático do que furar a madeira e pregar os botões, mas pode ser uma alternativa).

Falando em botões, cortei círculos do tecido e cobri botões velhos usando linha mágica para amarrar e colei-os na cabeceira usando cola quente.

Como as coisas por aqui mudam muito de lugar, optei por colocar " pés" na cabeceira no lugar de fixá-la na parede e para isso marido parafusou duas tábuas no verso. (na verdade serve para apoiar e a cama é que vai segurá-la no lugar).

Enfim cheia de improvisos mas saiu e até que ficou legal e o melhor é que filhota adorou....kkkk

A primeira cabeceira a gente nunca esquece...

Espero que gostem e vejam o quanto podemos improvisar para termos o que queremos.

bjs
Edi




segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Molho de tomate caseiro zero gordura

Eu sei que existem várias receitinhas de molho por ai, mas confesso que pelo trabalho que dá eu nunca me animei a fazer, foi pensando nisso que resolvi fazer minha própria receita...kkk...eita bichinha preguiçosa.

Pois é o primeiro diferencial é que uso tudo, casca, semente e  polpa  aproveitamento total ....kkk...pico em cubo médios (para não dar muito trabalho, mas se preferir pode fazer em cubos menores.


Ingredientes:


- Três quilos e meio de tomates bem maduros
- duas cebolas grandes
- três dentes de alho grandes
- uma colher de tempero
- duas colheres de orégano seco
- duas colheres de salsa seca
- duas colheres de chimi churri (opcional)
- manjericão fresco

Modo de preparo:


Corto as cebolas em cubos e refogo com pingos de água( isso mesmo tudo light), vou mexendo e conforme noto que está começando a pegar no fundo da panela vou colocando pingos de água fervendo, quando vejo que as cebolas já estão transparentes coloco o alho socado, refogo mais um pouco e coloco  tempero pronto, o açúcar mascavo, orégano seco e chimi churri sem pimenta.

Acrescento os tomates picados no refogado e vou mexendo de vez em quando, quando percebo que os tomates estão começando a cozinhar, abaixo o fogo e acrescento um maço de manjericão fresco e com o mixer dou uma leve triturada (gosto do molho ainda rústico e fresco, por isso não trituro muito e nem deixo fervendo por horas).

Com o fogo alto e a panela destampada deixo ferver por mais um tempo ( uns cinco minutinhos) para reduzir um pouco a água, confiro o sal para ver se precisa alguma correção e pronto.

Embalo, deixo esfriar e congelo.



Uso esse molho no preparo em massas, carnes, pizzas, tapiocas, brusquetas e também sirvo com torradas.

As ervas podem ser variadas conforme a preferência e a despensa de cada um.

A textura também pode variar, se preferir pode triturar mais e até mesmo passar pela peneira.

Espero que tenham curtido e que façam pois vale muito a pena deixar de consumir aquele monte de química que existe nos molhos industrializados.

bjs
Edi