segunda-feira, 1 de abril de 2019

Queijadinha de colher




Depois de longo tempo afastada cá estou euzinha trazendo uma receitinha pra lá de gostosa e muito prática, aliás ...essa receita é da Cozinha Prática da Rita Lobo então dispensa muitos comentários.

Receita:

 2 gemas
1/2 xícara de queijo parmesão ralado
1/2 xícara de coco seco ( eu usei 1 xícara de coco fresco)
1 lata de leite condensado

Preparo:

Misturar tudo delicadamente, colocar numa travessa (nem precisa untar) e levar para assar em banho maria até ficar com a superfície dourada.


A imagem pode conter: comida

Não deixem de fazer pois vale muito a pena.

bjs
Edi

terça-feira, 15 de maio de 2018

Lustre de barbante

Mais um passo a passo da reforminha do quarto novo da filhota, dessa vez é o lustre, fiz um bem clássico...kkk..feito com barbante.


Desenrolei o barbante dentro de um pote com cola branca.

Enrolei uma bola (que dava pra tirar o bico pra desencher) em um plástico e depois fui enrolando a bola com o barbante que estava de molho na cola, tirava o excesso da cola e fui enrolado. Procurei deixar um buraco onde tinha o bico da bola.

 Faz uma bagunça básica..kkkk

Quando achei que já estava boa a trama  de barbante, apoiei a bola numa jarra e deixei secar.

Com o pincel dei mais umas três mãos de cola aguardando umas duas horas entre uma mão e outra.

Deixei secar por mais um dia inteiro e depois de bem seco, retirei o bico da bola e murchei-a completamente.

Com a ajuda da base de uma taça gigante marquei um circulo com caneta no barbante e com uma tesoura recortei o circulo para facilitar na hora colocar a lampada e para reforçar o barbante colei com cola para artesanato uma fita grossa em toda volta do "buraco"

Retirei a bola de dentro e pintei o lustre com tinta spray cobre.

Pintei também o bocal da lampada e uma base de uma luminária velha que reaproveitei nessa.

Marido fez a montagem da parte elétrica e instalou.



Enfim quarto novo com lustre novo....kkk



segunda-feira, 14 de maio de 2018

Mesa de cabeceira - Achei na " rua"

Foi passando por uma calçada que encontrei essa preciosa peça.

Estava com minha filha e na hora falei que poderia se transformar numa linda mesinha de cabeceira para o quarto novo que ela andava cantando...kkk....e foi assim que a convenci de me ajudar a levar a peça, já que estávamos a pé.


Ficou um bom tempo encostada no ateliê pois ainda não tínhamos decidido de como seria o novo quarto e portanto não tinha muito como ter ideias.

Quando filhota decidiu a cor do quarto comprei uma folhas de papel de scrapbook e foi a vez de esperar a disponibilidade do marido para substituir as peças que estavam estufadas , na verdade precisamos trocar a base e o tampo.

Com as peças cortadas foi a vez de lixar tudo e começar a pintura.


Usei tinta acrílica  acetinada a base de água da suvinil, forma duas mãos de tinta, pintei a peça toda inclusive por trás e toda a gaveta (o acabamento é sempre muito importante).

Colei o papel com cola branca no tampo da gavetinha.

Para dar um charme passei pátina cera, na cor ouro velho  na volta do tampo, da base e da gavetinha. Passei com o dedo mesmo, acho melhor trabalhar com a cera assim nesses detalhes.

Para impermeabilizar usei cera de casa em pasta incolor, dessa vez passei com tecido, esperecei secar e dei "lustro" com uma flanela.

Fica um acabamento acetinado, sem muito brilho e protege bem a peça...Adoro.

Tinha em mente usar um puxador mais mimoso, mas não encontrei o que tinha em mente e acabei pintando com a pátina cera e mantendo o que estava na peça.

Na hora de desmontar acabamos quebrando um do caninhos de última prateleira, mas achei que ficou melhor assim, pintei ele com a pátina cera tb.

Filhota amou  resultado, e não tem coisa melhor quando fazemos algo pra alguém e a pessoa gosta, não é mesmo?



Olhando o antes e o depois fico pensando o que diria a pessoa que descartou esse mimo? Alguém arrisca um palpite?


Precisamos aprender a repensar o nosso conceito do que é lixo e se podemos ou não dar um novo destino a coisas que "não nos servem mais".

bjs
Edi